A bordo do Regent Seven Seas Explorer

Inicialmente utilizados para transporte de passageiros, os navios transatlânticos ganharam destaque devido ao surgimento do motor a vapor e a grande quantidade de emigrantes por volta do começo do século XX. Com a chegada do avião, a travessia do Atlântico pelo mar já não se mostrava como melhor opção e o mercado teve uma recaída. Recorrente dessa baixa popularidade, empresas buscaram novas alternativas, concentrando-se no mercado turístico. No ano de 1900, surgiu o primeiro navio de cruzeiro, o Prinzessin Victoria Louise.

De lá pra cá muitos cruzeiros fizeram história, como é o caso do famoso Titanic. Porém, neste ano, o destaque foi para o Regent Seven Seas Explorer, navio que custou cerca de US$450 milhões e iniciou sua primeira viagem em 13 de julho de 2016. Os cruzeiros da Regent Seven Seas são conhecidos por oferecer experiências exclusivas e personalizadas para seus clientes.

Dentro do Explorer é possível desfrutar de lounges, restaurantes, piscinas, cassino, spa, boutiques, academia, sala de jogos, biblioteca e outras mordomias, como wi-fi ilimitado. Existem diversas opções de apartamentos, todas com varandas, com destaque para uma suíte de 360m² que oferece, além de mordomo, até mesmo uma hospedagem em um hotel de luxo antes do cruzeiro.

Já nos portos, são oferecidas excursões já incluídas no pacote, como passeios culturais guiados por especialistas, além de 22 tours gastronômicos, pagos à parte. É possível comprar ingredientes e aprender sobre a culinária local, preparando um prato típico da região. O cruzeiro também oferece um centro de culinária em seu interior, onde são ministrados diversos cursos de gastronomia.

Em meio a diversos lustres de cristal, o Regent Seven Seas Explorer demonstra todo seu luxo e conforto, conquistando clientes que são apaixonados por gastronomia, viagens, sofisticação e encantamento.

Deixe um comentário

Categorias